Em formação

Plantas em vaso: Fatshedera lizei, Hera falsa

Plantas em vaso: Fatshedera lizei, Hera falsa

Classificação, origem e descrição

Nome comum: Hera falsa.
Tipo: Fatshedera (híbrido intergenérico)

Família: Araliaceae.

Descrição do gênero: na realidade, esta planta representa um híbrido intergenérico (x Fatshedera lizei) obtido do cruzamento entre Fatsia japonica "Moseri" e Hedera helix "Hibernica". É um arbusto sempre verde, mais resistente que o Fatsia, adequado para cultivo em apartamentos, pois tolera o clima quente e seco típico de nossos apartamentos no inverno.

Fatshedera lizei

Espécies

Híbrido intergenérico (x Fatshedera lizei) obtido do cruzamento entre Fatsia japonica "Moseri" e Hedera helix "Hibernica". É um arbusto sempre verde, mais resistente que o Fatsia, adequado para cultivo em apartamentos, pois tolera o clima quente e seco típico de nossos apartamentos no inverno. Possui folhas brilhantes, grandes e palmadas, com consistência semelhante a couro, formada por 3-5 lobos. De outubro a novembro, pode produzir flores, reunidas em panículas, de cor branco esverdeado, com pouco ou nenhum interesse ornamental. Pode ser cultivada como um arbusto (como Fatsia) ou como alpinista (como Hedera), desde que seja fixada em suportes especiais (seus galhos, inicialmente eretos e depois pendurados, podem atingir 3 m de comprimento). No mercado, há também uma variedade "Variegata", que possui folhas com uma margem branco-creme.

Requisitos ambientais, substrato, fertilizações e precauções especiais

Temperatura: a temperatura mínima do inverno não deve cair abaixo de 5-6 ° C.
Luz: luz total, também sol direto; semi-sombreado nas horas e meses mais quentes.
Rega e umidade ambiental: regue regularmente na primavera-verão, certificando-se de que o substrato esteja levemente úmido. Se a temperatura subir muito, nebulizações e pulverização da folhagem são úteis.
Substrato: solo do jardim com a adição de areia para aumentar sua capacidade de drenagem.
Fertilizações e truques especiais: na primavera-verão, administre fertilizante líquido a cada 15 dias. Para obter um hábito espesso, corte os galhos que tendem a ficar muito longos.

Multiplicação e poda

Multiplicação: sendo um híbrido, é estéril e não pode ser reproduzido por sementes. A única maneira de obter novos espécimes de um que já esteja em nossa posse é cortando. Isso, obtido em agosto com uma porção de 15 a 20 ramos, deve estar enraizado em um substrato composto de turfa e areia em partes iguais. Na primavera seguinte, as mudas que serão enraizadas terão que ser plantadas em vasos de tamanho adequado e, após um ano, poderão ser plantadas (em vasos ou terra cheia).
Poda: não requer uma poda real, se não a necessária para conter seu desenvolvimento e / ou qualquer forma de arbusto.

Doenças, pragas e adversidades

- Percevejos de algodão: podem atacar plantas, especialmente em climas quentes e secos. Você precisa removê-las, tratar a planta com um produto anticoccídico e aumentar o nível de umidade (a pulverização e a lavagem das folhas permitem eliminar as cochonilhas no estado larval). Como alternativa ao produto químico, as partes afetadas podem ser esfregadas com um cotonete úmido com água e álcool.

- Cochonilhas marrons: ocorrem com a formação de crescimentos marrons (determinados pela pequena "concha") e conferem à planta uma aparência enegrecida e pegajosa (devido à produção pela planta de substâncias açucaradas que a sujeitam ao ataque de fungos e fumaggini). Eles são combatidos removendo-os e tratando a planta com um produto anticoccídico ou esfregando as partes afetadas com uma compressa embebida em água e álcool.


Vídeo: Lírio da Paz e Jibóia: Dicas Simples e Cuidados (Pode 2021).