Em formação

Plantas em vaso: Pachira, Pachira aquático, Bombaco, Malabar ou noz da Guiana

Plantas em vaso: Pachira, Pachira aquático, Bombaco, Malabar ou noz da Guiana

Classificação, origem e descrição

Nome comum: Pachira, Bombaco.
Tipo: Pachira.

Família: Bombacaceae.

proveniência: florestas tropicais da América Central e do Brasil.

Descrição do gênero: plantas sempre-verdes que na natureza podem atingir quase 20 metros de altura; a espécie cultivada é a Pachira aquática (também chamada Malabar ou noz da Guiana); é geralmente usado como um rebento composto por várias hastes trançadas.

Pachira aquática (foto do site)

Espécies e variedades

Pachira aquática: planta perene nativa da América Central e Brasil; possui folhas grandes, brilhantes, com lóbulos penta e flores grandes, brancas e cremosas, perfumadas, com as pétalas enroladas em direção à base da flor, para mostrar os estames; no final do verão, as frutas aparecem (cápsulas lenhosas).

Pachira aquática (foto do site)

Requisitos ambientais, substrato, fertilizações e precauções especiais

Temperatura: no verão, é aconselhável colocá-lo do lado de fora, à sombra parcial; com os primeiros resfriados, ele deve ser hospitalizado em casa.
Luz: adora posições muito brilhantes, mas não os raios diretos do sol.
Rega e umidade ambiental: água frequentemente, mas sem exagero.
Substrato: solo universal e bem drenado.
Fertilizações e truques especiais: dissolva fertilizante para plantas verdes a cada 15-20 dias na água de irrigação.

Multiplicação

Eles se multiplicam por sementes, plantadas assim que a cápsula lenhosa se abre. também pode ser reproduzido por corte, que deve ser praticado na primavera.

Doenças, pragas e adversidades

Podridão das raízes: pode surgir se o solo for mantido muito úmido.
Cochonilha: melhor remover os primeiros insetos manualmente do que ser forçado a tratamento químico.


Vídeo: Frutíferas em Vaso (Pode 2021).