Em formação

Plantas em vaso: Polypodium, Polypodium aureum, Polypodium vulgare, Samambaia doce, Samambaia de pé de lebre

Plantas em vaso: Polypodium, Polypodium aureum, Polypodium vulgare, Samambaia doce, Samambaia de pé de lebre

Classificação, origem e descrição

Nome comum: Samambaia doce (para P. vulgare); Samambaia com pés descalços (para P. aureum).
Tipo: Polypodium.

Família: Polypodiaceae.

proveniência: áreas tropicais.

Descrição do gênero: inclui cerca de 75 espécies de samambaias com rizoma aumentado, rastejando e cobertas de escamas, nas quais nascem finas hastes altas e filiformes que carregam folhas de couro, verdes, unidas ou divididas.

Polypodium vulgare (Jardim Botânico de Berlim) (site de fotos)

Espécies e variedades

Polypodium aureum: esta espécie, também chamada de samambaia de pé de lebre, possui rizomas rastejantes cobertos com escamas tomentosas, de cor marrom ou laranja. As folhas são profundamente gravadas, elegantes, com até 120 cm de comprimento, formadas por pinhões pinados.

Polypodium formosanum

Polypodium vulgare: nativa de todo o hemisfério norte, esta samambaia atinge 20-40 cm. É alto e possui folhas verdes brilhantes e pinadas que transportam sori circulares (agrupamentos de esporângios de poucos a numerosos), dos quais emergem esporos (em maio-agosto). Entre as variedades do mercado, encontramos: "Corunubiense", variedade estéril com folhas pinadas, tri e quatro arrancadas presentes no mesmo espécime; Macrostachyon, variedade robusta e grande, com folhas pontiagudas; "Pulcherrimum", semelhante à variedade Cornubiense, mas com folhas férteis, robustas e leves da espécie tipo.

Polypodium formosanum (Jardim Botânico de Berlim) (site de fotos)

Requisitos ambientais, substrato, fertilizações e precauções especiais

Temperatura: precisa de uma temperatura de inverno de 14-16 ° C.
Luz: exposição sombreada.
Rega e umidade ambiental: água em abundância durante o período de crescimento; reduza as doses durante o descanso vegetativo, mantendo o substrato levemente úmido.
Substrato: rico em matéria orgânica, por exemplo à base de turfa, com adição de areia ou cascalho, para garantir uma excelente drenagem.
Fertilizações e truques especiais: os rizomas são plantados em abril, tendo o cuidado de cobri-los levemente com terra, quando as novas folhas começam a aparecer.

Multiplicação

Novos espécimes podem ser obtidos dividindo os rizomas em abril e replantando-os imediatamente.

Doenças, pragas e adversidades


Vídeo: Cultivo de Samambaias: Aula Grátis com a Nô Figueiredo (Pode 2021).