Em formação

Plantas em vaso: Setcreasea, Setcreasea purpurea

Plantas em vaso: Setcreasea, Setcreasea purpurea

Classificação, origem e descrição

Nome comum: Setcreasea.
Tipo: Setcreasea.

Família: Commelinaceae.

Etimologia: o botânico K. M. Schumann, no século XIX, que deu o nome ao gênero, nunca deu uma explicação sobre sua escolha.
proveniência: América Central.

Descrição do gênero: entre as espécies pertencentes ao gênero, S. purpurea é encontrado quase exclusivamente no mercado.

Setcreasea purpurea (foto do site)

Espécies e variedades

Setcreasea purpurea: nativa do México, esta espécie herbácea e perene tem caules bastante suculentos, com primeiro porte ereto e depois rastejando, enraizados nos nós e de cor arroxeada. As folhas, com até 10 cm de comprimento, levemente carnudas, embainhadas e dispostas em espiral ao redor do caule, possuem uma lâmina lanceolada roxa intensa, que tende a ficar verde escuro em locais pouco iluminados. Folhas e caules são cobertos por um fino cabelo branco, presente principalmente nos nós e nas bordas das folhas. As flores aparecem, no ápice dos galhos, entre duas brácteas agudas, opostas e imbricadas. Eles têm três sépalas pequenas e três pétalas de rosa lilás. No final da floração, novos brotos aparecem sob as brácteas.

Flor de Setcreasea purpurea (site da foto)

Requisitos ambientais, substrato, fertilizações e precauções especiais

Temperatura: eles não toleram a geada, mas, mesmo que a parte aérea morra com o frio, as plantas podadas drasticamente emitirão novos brotos na primavera.
Luz: muito forte (uma exposição pouco luminosa determinará a mudança de cor das folhas, que mudará de roxo escuro para verde). Eles também têm sol, com exceção das horas e meses mais quentes. No verão, no entanto, eles serão melhores em posições brilhantes, mas parcialmente sombreadas.
Rega e umidade ambiental: água em abundância no verão; reduzir consideravelmente as doses no inverno, o que corresponde ao período de descanso vegetativo. Cuidado com a água estagnada.
Substrato: composto à base de folhas, turfa e areia.

Multiplicação e poda

Multiplicação: eles podem ser multiplicados facilmente e até várias vezes por ano, colocando estacas de raízes no mesmo solo usado para plantas adultas, com a única previsão de não regar demais nos primeiros dias, para impedir que o caule carnudo apodreça.
Poda: espécimes de aparência desagradável, cultivados de maneira desordenada, podem ser submetidos a poda radical da parte aérea (aproveitando a obtenção de estacas). Na primavera, a planta emitirá novos rebentos.

Doenças, pragas e adversidades

- Plantas que se tornam esbeltas e verdes: excesso de calor e falta de iluminação, principalmente no inverno.


Vídeo: TOP 5 ORQUÍDEAS DE CHÃO (Pode 2021).